Follow by Email

segunda-feira, 14 de julho de 2008

CABOCLO ROXO



Caboclo Roxo,

Comedor de carne crua.

Firma seu ponto,

No meio da rua. (bis)

Firma o sol,

Firma a lua,

Seu ponto é seguro,

No meio da rua. (bis)

Eu vinha vindo devagar,

Eu vinha vindo bem ligeiro,

Para a Cigana dos Sete Cruzeiros.

(bis)

Firma o sol,...

domingo, 13 de julho de 2008

MARIA PADILHA DAS ALMAS



Se você quer patuá,

E quiser ganhar,

Vá falando com a mulher,

Que ela vai lhe ajudar.(bis)

Alubandê pra Maria passar,

Oi abre a roda,

Que a Padilha vai girar.(bis)

Abre essa cova,

Quero ver tremer,

Abre essa cova,

Quero ver balancear.(bis)

Oi Maria Padilha das Almas

O cemitério é o seu lugar,

É no cruzeiro que a Rainha mora,

É lá na lomba que a Padilha vai girar.(bis)

EU NÃO TE QUERO UM DIA



Eu não te quero um dia,

Não te quero uma noite, não,

É porque eu te quero,

Por toda a eternidade. (bis)

O seu Sete sabe,

A Rainha vê,

A Menina comenta,

Que eu amo você.(bis)

A Padilha sabe,

A Quitéria vê,

A Molambo comenta,

Que eu amo você.(bis)

Tranca Rua sabe,

O Veludo vê,

Zé Pelintra comenta,

Que eu amo você.(bis)

O Caveira sabe,

O do Lodo vê,

Kalunguinha comenta,

Que eu amo você. (bis)

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Tambor!!




Tambor instrumento acustico de vibração para entoar canções para o chamado dos nosso queridos Orixas da Umbanda, feito de latão com as duas extremidades com couro e com cordas,depois de pronto o tambor nele ele é feito um preparo mistico antes de ser utilizado,sendo assim respeitado como se fosse um guia ja que ele é o mensageiro dos orixas tem que ser respeitado como tal.
Além do Babalorixa o tamboreiro é 2 peça principal do terreiro tendo que estar alguns minutos antes da sessão para se preparar espiritualmente .Tambor tambem serve para otimo descarego junto com pontos especificos de umbanda ou quimbanda, experiência propria tamboreiro cantando sozinho sofre para deixar a casa com boa vibração.
Tambor bem etoado Traz para os mediuns concentração e bons pensamentos para se incorporarem com o seus guias.

DESTRANCA RUA



Destranca Rua,

Destranca os meus caminhos,

Que foi trancado,

Pelo Povo Pequenino.(bis)

Bará da Rua,

Bará o Exu,

Bará da Rua,

Saravá Destranca Rua.(bis)

Exu Bará da Rua,

Bará o Exu,

Bará da Rua,

Saravá Destranca Rua. (bis)

Mas eu não saio na rua,

Mas eu não saio na rua,

Sem cumprimentar,

O meu Bará da Rua. (bis)

Bará da Rua,

Bará o Exu,

Bará da Rua,

Saravá Destranca Rua.

Exu Bará da Rua,

Saravá Destranca Rua. (bis)

Pensamentos!!




Às vezes me fico me perguntando será que aquelas pessoas que dizem ser umbandistas sabem o significado da Umbanda, eu sei que ela tem vàrios significados mais tem algums que eu carrego comigo que a umbanda é paz, caridade , igualdade com seus semelhantes construção para um mundo melhor, mas hoje o que acontece dentros dos terreiro inveja , ciúmes, um irmão contra outro e não podemos se esquecer do poder e da fama ,terreiros visinhos querendo destruir outros terreiros, e não quer dizer que aquela pessoa não é pronta não tem roupas de santos das mais caras que ela pode ser despreçada, essa pessoa digo a vcs tem mais valor de que uma pessoa esnobe, sei que eu tenho defeitos e tento a cada dia tirar esse defeitos , fico imaginando como seria nossa querida Umbanda se todos fossem unidos acho que é um sonho que algum dia vai se realiza.
RESUMINDO TUDO ISSO O HINO DA UMBANDA ESPRESSA O QUE CADA UMBANDISTA DEVE LEVAR NO SEU CORAÇÃO.
QUE OXALÀ E TODOS OS GUIAS DE UMBANDA ILUMINEM AOS MÈDIUNS DE UMBANDA QUE LEVAM CARIDADE AQUELAS PESSOAS QUE NECESSITAM DE AJUDA, E AOS MÈDIUNS QUE ACHAM QUE A UMBANDA E QUIMBANDA É PARA USO PESSOAL QUE OXALÀ ABRA SEUS OLHOS PARA O VERDADEIRO SIGNIFICADO DA UMBANDA.

DE- DANIEL OXOSSSE

segunda-feira, 7 de julho de 2008

SAUDAÇÃO A EXU REI


Exu Rei é exu formoso,

Da Coroa de Oxalá. (bis)

Ele não perde viagem,

Quando vem pra demandar. (bis)

Exu Rei é exu sério,

Que não gosta de brincar,

Quando baixa no terreiro,

Vem disposto a trabalhar. (bis)

Sarava seu Exu Rei,

Salve a Coroa de Oxalá. (bis)

EXU TIRIRI LANÃ



Exu Tiriri Lanã,

Lanã cadê o Tiriri,

Mas ele veio de Aruanda,

Pra salvar filhos de Umbanda,

Exu Tiriri Lanã. (bis)

Oi já bateu a meia-noite,

Quero ver quem vem aí...(bis)

Vamos firmar nossa corrente,

Que aí vem seu Tiriri. (bis)

Baila que baila na porteira,

Ele bateu a meia-noite. (bis)

Bebe marafo que nem água,

Quem é que vai dizer,

Que o Tiriri não bebeu nada.(bis)

TRANCA RUAS



O sino da igrejinha,

Faz belém, blém... blóm... (bis)

Deu meia-noite, o galo já cantou,

Seu Tranca-Ruas que é o dono da gira,

Oi corre gira que Ogum mandou. (bis)

Seu Tranca-Ruas que é o dono da gira,

Segura a gira que Ogum mandou. (bis)

EXU É REI



Sete facas de ponta,

Em cima de uma mesa,

Sete velas acesas,

Lá na encruzilhada,

Exu é Rei,

Alubandê Exu,

Exu é Rei,

Alubandê Exu,

Exu é Rei,

La nas Sete Encruzilhadas

domingo, 6 de julho de 2008

TRANCA-RUAS



Oi que lindo luar,

Oh ! luar,

Oh ! luar,

Mas ele é dono da rua,

Oh ! luar,

Quem cometeu os seus pecados,

Peça perdão ao Tranca-Ruas !

E pelo sangue derramado,

Oh ! luar,

Em cima de uma catacumba,

Oh ! luar,

Quem cometeu os seus pecados,

Peça perdão ao Tranca-Ruas!

Mas ele é filho do sol,

E também é neto da lua,

Quem cometeu os seus pecados,

Peça perdão ao Tranca-Ruas!

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Pomba Gira Menina do Cruzeiro



Eu vi uma linda Menina
Linda eu vi
La no Cruzeiro a girar
Linda Menina (bis)
O seu olhar e o teu sorriso
É o que me faz enfeitiçar
Eu vou chamar por você
Eu vou chamar
Depois que a lua sair (bis)
Minha Menina do Cruzeiro
Trago essa rosa para lhe ofertar

CAVEIRA


Portão de ferro,

Cadeado de madeira,

O dono da Calunga

Ainda é o Exu Caveira

JOÃO CAVEIRA



Moço, vou lhe apresentar,

Vou lhe apresentar,

Um espírito de luz,

Para lhe ajudar,

Oi moço! (bis)

Ele é João Caveira,

Ele é filho de Omulú,

Quem quiser falar com ele,

Alubandê Exu. (bis)

terça-feira, 1 de julho de 2008

OMULÚ



Seu Omulú a ê!

Seu Omulú a á!

Atotô das Almas,

Seu Omulú a ê. (bis)

Oi salve, salve,

Salve a calunga!

Salve, salve,

Salve a calunga! (bis),

Eu vinha caminhando,

Eu lhe pedi a benção,

Era o Velho Omulú,

Atotô o Abaluaê,

Mas eu vinha caminhando,

Eu lhe pedi benção,

Era o Velho Omulú,

Atotô o Abaluaê.

Atotô o Abaluaê,

Atotô Babá!...

Atotô o Abaluaê,

Atotô é Orixá! (bis)

OMULU


Meu Pai Oxalá,

É Rei!

Venha me valer!... (bis)

E o Velho Omulú,

Atotô o Abaluaê. (bis)

Atotô o Abaluaê,

Atotô Babá,

Atotô o Abaluaê,

Atotô é Orixá.